Posts com Tag ‘Mundial’

O Homem perde seu tutor

Publicado: novembro 4, 2009 em Sociedade
Tags:, ,

Enquanto muita gente teimava em tentar ver o homem através de números frios e sem sentido, Lévi-Strauss percebeu que a sociedade é fruto de estruturas, nem sempre conscientes, que não podem ser simplesmente quantificadas. Foi até o homem e, ao contrário dos cinetificistas que insistem no afastamento, aproximou-se do homem no seu meio social, para conhecê-lo, mais que para estudá-lo. Graças à sua coragem e paixão pelo ser humano as ciências sociais deram um salto qualitativo estupendo. O homem passou a ser visto como homem.

Morreu neste domingo aos cem anos de idade. Recebeu homenagens e congratulações em vida. Foi reconhecido por sua obra no mundo inteiro e é considerado um dos maiores pensadores franceses (era o maior pensador vivo). O mundo despede-se de forma justa e digna do antropólogo que mudou o jeito de ver o homem.

Enterrem o rei

Publicado: agosto 23, 2009 em Sei lá o quê
Tags:

É impressionante. Passaram-se quase dois meses desde a morte do astro do pop, Michael Jackson, um monte de homenagens, despedidas e ações de marketing foram realizadas com sucesso (aliás, tudo que leva o nome Michael Jackson tem sucesso). As músicas dele tocaram em todas as rádios, os cds voltaram a ser procurados nas lojas, milhares de pessoas que nunca deram atenção ao homem “black or white” tornaram fãs incondicionais dele. A comoção tomou o mundo.

A comoção passou. Triller parou de ser tocada de dez em dez minutos na casa do meu vizinho. Todo mundo voltou aos seus afazeres. As pessoas encontram outros assuntos para os bate-papos vespertinos, como os atos secretos, a lavagem de dinheiro, o nepotismo, coisas do dia-a-dia. Tudo voltou ao normal, até a crise financeira mundial passou, e o corpo de Michael Jackson continua entre nós.

Depois da apoteose do velório, bem definido como um circo, todos imaginavam: Acabou. Mas não acabou. Houve todo aquele frenesi da imprensa para saber onde o Rei do Pop seria enterrado, alguns perguntaram onde ele “estava” enterrado, especulando que o enterro tivesse acontecido de forma secreta, mas como não encontraram respostas acabaram parando de falar do assunto. Quase um mês depois da morte de Michael (o que na verdade significa dez dias depois do velório) Joe Jackson, o genitor, anunciou o enterro para 29 de agosto, dia em que Michael completaria 51 anos. Isto daria ao corpo de Michael a oportunidade de passar dois meses e quatro dias aguardando pelo descanso merecido. Mas estava pouco. Cinco dias depois de confirmar o enterro para o dia 29 de agosto, a família anuncia que o enterro será adiado para 03 de setembro, véspera do meu aniversário (ufa, foi por pouco).

Tudo isso porque, dizem eles, queriam manter o corpo à disposição para exames que pudessem ser necessários para elucidar os motivos da morte de Michael. Isto é prudente, afinal, o defunto estava sem cérebro por causa desses exames. E o Joe Jackson, o mesmo que aproveito o anúncio do velório para fazer propaganda de sua gravadora, aquele que não aparece no testamento, não permitira jamais que seu filho amado fosse enterrado dessa forma. Além disso, um enterro naquele momento seria um desperdício. Todo mundo já estava emocionado o bastante, os cds e dvds já estavam sendo vendidos. Melhor mesmo é aguardar o momento de reacender a comoção dos fãs. Agora é a hora do Rei do Pop descansar em paz. Será?