Posts com Tag ‘internet’

Feliz Natal

Publicado: dezembro 24, 2011 em Comportamento, Religião, Sociedade
Tags:, , , , ,

Estou devendo um texto sobre o Natal. Claro que estou devendo, hoje já é 24 de dezembro e ainda não escrevi nada sobre o assunto. E, sinceramente, quem vai deixar a ceia de Natal pra ficar lendo blog na net?

Infelizmente tem gente que faz isso. Tem gente que prefere ficar na net a ficar com a família na ceia de Natal  aguentando as velhas piadas sem graça (mais…)

Ô mundinho cheio de novidades esse da internet. Passo as minhas horas vagas (horas é pura ironia) no facebook jogando Mafia Wars com um monte de gente que não conheço. Na verdade é um monte de gente de todo canto do nosso pequeno planeta azul. Aquilo até parece uma torre de Babel. Mas até aí tudo bem. Participamos do jogo e tentamos nos comunicar usando a linguagem universal (inglês?) com a ajuda do Google Tradutor. O que me assusta são as outras coisas que acontecem no facebook.

O tempo inteiro recebo convites para os mais bizarros testes, quizz, grupos, aplicativos e páginas inpensáveis. Por exemplo: “seu filho com um famoso”, que mostra como seria seu filho com alguem famoso; ou “que personagem de A Próxima Vítima você é?”, não precisa explicação. Mas um convite de aplicativo em especial me chamou a atenção: “Friends for sale!”. Durante uma semana ignorei o convite até que hoje resolvi tentar entender do que se trata (poderia ser apenas uma frase de efeito). Não é uma frase de efeito.

O aplicativo tem a seguinte proposta: “Comprar e vender seus amigos como animais de estimação!” É exatamente o que está escrito na explicação do app. Compreenda bem a situação eu estou sendo convidado para negociar os meus amigos. O texto ainda continua: “…Faça o dinheiro como um astuto vendedor de animais de estimação” – ganhar muito comprando amigos baratos e vendendo por um preço maior – “ou como uma mercadoria quente!” – ou fazer sucesso como a mercadoria do momento. Imagine a alegria de ser um amigo super-valorizado, vendido por milhões em leilões disputados.

Num mundo onde valores como amizade, honestidade e vida tem sido relativizados ao extremo eu não deveria estranhar uma proposta como esta. Na verdade deveria estar preparado para o dia em que isto se tornar realidade. Terá mais amigos que puder pagar mais. Lojas de amigos oferecendo modelos diversos para todos os gostos e bolsos. Já posso até me ver numa dessas lojas.

– Preciso de um amigo com cerca de 30 anos de idade, que goste de debates mas seja divertido, ouça rock’n’roll e ria das minhas piadas, mas estou sem muita grana no momento. Aceita cartão?

Carro importado: 150.000,00 no mastercard
Casa de praia: 800.000,00 no mastercard
10 amigos para um churrasco: 10,52 no mastercard
Cativar alguém: não tem preço.

Fala disso também

Propagando a barbárie

Publicado: agosto 29, 2009 em Sociedade
Tags:, ,

A boa e “velha” internet está cada dia mais versátil. Invadiu a vida das pessoas e criou conceitos. Quem ouvia falar de “excluído digital” a dez anos atrás? Um conceito totalmente novo. Mas este singelo artigo não pretende falar da relação entre internet e “excluídos digitais”. Quer tratar sim da imensa versatilidade da internet, que faz com que ela tenha relação direta até mesmo com um dos ícones da exclusão no mundo, os moradores de rua.

A situação de vulnerabilidade dos moradores de rua não é novidade pra ninguém. Na rua não há qualquer tipo de segurança que se possa encontrar numa casa. Estão sempre expostos às intempéries do tempo, às doenças, aos assaltos e ao senso de humor doentio de alguns seres vivos com aparência humana.

Nem vale a pena listar aqui os inúmeros casos de crimes cometidos por criaturas de classe média contra moradores de rua. Homens incendiados, mulheres estupradas, crianças mortas (não necessariamente nesta ordem) e muitas outras atrocidades dignas do filme “Jogos Mortais”. Mas vale pensar no motivo pra tudo isso. Pura diversão. Uma diversão perversa e distante de qualquer coisa que lembre humanidade. Como os gatos que brincam com os ratos até que morram. Ou como minha cadelinha que se diverte matando gatos lentamente. Diversão de seres irracionais incapazes de compreender a vida.

E a internet nesta história toda? É simples. A internet, além de todas as maravilhosas utilidades de sempre, serve como lupa para observar o comportamento “humano” (eu disse humano?). Advinha a nova coqueluche da produção de pequenos vídeos para internet nos EUA. O negócio agora é gravar agressões contra moradores de rua, ou até entre eles. Alguns seres inanimados (sem alma) chegam a pagar alguém para realizar os maltratos, ou embriagar moradores de rua para depois incitá-los a brigar. Os vídeos fazem tanto sucesso que já estão produzindo compilações em DVD. Uma matéria da AFP (clique aqui pra ver) denuncia a situação.

O sucesso destes vídeos denuncia uma coisa. Esta prática está-se popularizando. Virando algo como uma pegadinha. Todo mundo vê, dá risada e nem pensa que alguém pode ter se machucado com a “brincadeira”. A internet, invenção dos nerds, está virando palco e escola de trogloditas.