Arquivo de junho, 2010

Finalmente de volta

Publicado: junho 4, 2010 em Egolatria

Finalmente voltei ao mundo dos sem mundo. Passei um tempão sem internet e sem computador. Um período de purificação da alma (mentira pura eu tava liso, isso sim). Agora estou de volta com algumas boas idéias. Aos poucos vou retomar meu blog. Preciso escrever. Como preciso escrever.

Escrever é algo realmente compulsivo par mim. É a forma que conheço para dizer exatamente o que penso sem precisar me preocupar com a cara de reprovação de quem vai me ouvir. Também não preciso ocupar-me dos elogios. Quando escrevo as palavras ganham vida própria e passam a dar conta de si, elas passam a falar sem precisar de minha intervenção e eu não posso fazer nada para detê-las ou controlá-las. É uma experiência de esvaziamento realmente profunda.

Na minha adolescência de exterior tranqüilo e sereno e interior tempestuoso escrever era a forma de fazer a tempestade sair, diminuindo a força dos ventos que queriam me destruir de dentro para fora. Com o tempo tornou-se uma forma de colocar todas as pressões num lugar longe de mim, um canal de fuga excelente. Até transformar-se numa maneira de dizer tudo o que meus lábios não ousariam pronunciar. Hoje Estou na melhor fase do que faço. Digo o que escrevo e escrevo o que digo. Mas quando escrevo, digo com a coragem de quem se entrega para o julgamento do outro.

Então estou aqui, de novo, de volta, para falar disso e de um monte de outras coisas e convidar você a falar também. Mas fala com gosto, que falar liberta a alma.

Anúncios